Fazer uma viagem de trem na Suíça está na lista de desejos de muitos viajantes. Realmente não há maneira melhor de explorar o país do que embarcar em um passeio de trem nos Alpes suíços e se deslumbrar com as paisagens naturais – de vales verdejantes a belas montanhas cobertas de neve. Várias rotas cênicas, inclusive, estão entre as mais belas do mundo. Aqui, apresentamos 5 das melhores para você fazer um passeio de trem suíço e guardar a experiência para sempre!

1. Bernina Express: belas paisagens a bordo do famoso trem vermelho

Se você tem vontade de fazer um passeio pelos Alpes suíços, o Bernina Express é uma das melhores opções ferroviárias. Ligando Chur, na Suíça, à cidade fronteiriça de Tirano, na Itália, o trem oferece vistas deslumbrantes a partir de seus famosos vagões vermelhos panorâmicos. Você pode fazer a rota completa ou, então, embarcar na estância de St. Moritz, descer em Tirano e esticar a viagem até Milão.

As duas linhas principais do Bernina Express – a linha Bernina e a linha Albula – foram declaradas Patrimônio da Humanidade em 2008. A linha Bernina é uma clássica viagem de trem com duração de 4h. Ela passa por 196 pontes, 55 túneis e também pelo fantástico Passo da Bernina, a 2.328 metros de altitude.

Já a linha Albula, entre Thusis e St. Moritz, sobe mais de 1.000 metros de altitude e atravessa obras-primas da engenharia, incluindo o famoso viaduto Landwasser – um trecho curvo de pista única feito de calcário e com seis arcos maciços.

Essa viagem de trem na Suíça é icônica e continua a ser uma das mais populares do país, rendendo ótimas fotografias de viagem! Mais informações e venda de bilhetes no site da RhB (Rhaetian Railway/Rhätischen Bahn).

2. O trem Glacier Express liga as cidades de Zermatt e St. Moritz

Uma ótima maneira de chegar a St. Moritz é por meio do lendário Glacier Express. Conhecido como o “trem expresso mais lento do mundo” (e, sem dúvida, uma das rotas cênicas mais belas), ele conecta Zermatt e outras cidades ao redor da montanha Matterhorn a St. Moritz, do outro lado do país.

O ritmo tranquilo torna esse passeio de trem na Suíça super agradável. Os destaques ao longo do caminho, todos visíveis através das janelas panorâmicas, incluem os picos das montanhas glaciais do Matter Valley, os chalés de madeira típicos de Goms e a vasta região selvagem do Passo do Oberalp. A parte final da rota ferroviária passa pelo mesmo Patrimônio Mundial do trem Bernina Express.

A viagem completa a bordo do Glacier Express dura cerca de 7h30. Mas se você estiver com tempo limitado, considere viajar apenas algumas seções, como St. Moritz-Brig, St. Moritz-Andermatt, Chur-Brig e assim por diante. Confira todos os horários, rotas e valores no site oficial do Glacier Express.

3. A ferrovia Jungfrau é outro famoso passeio de trem na Suíça

Nos arredores da bela cidade turística de Interlaken, uma linha de trem histórica leva os visitantes à Jungfraujoch – a estação ferroviária mais alta da Europa (3.453 metros de altitude) e um dos passeios mais populares no inverno da Suíça. Parte dos túneis da ferrovia atravessa as montanhas Mönch e Eiger, oferecendo vistas espetaculares através das janelas esculpidas nas encostas.

No topo, além do visual das montanhas e geleiras ao redor, você encontra uma galeria de esculturas de gelo, restaurantes, uma loja de chocolates (Lindt Swiss Chocolate Heaven), venda de souvenirs, entre outras atrações imperdíveis. De meados de maio a meados de outubro, é possível brincar na neve lá em cima e se aventurar em uma tirolesa no Snow Fun Park (não incluído no bilhete de trem).

4. Mais uma viagem de trem pela Suíça: a ferrovia para o Monte Pilatus

A rota de trem para o Monte Pilatus (Pilatusbahn), não muito longe da cidade de Lucerna, é conhecida como “a ferrovia de cremalheira mais íngreme do mundo”. A viagem de 30 minutos começa no vilarejo de Alpnachstad e tem uma inclinação média de 35%, podendo chegar a incríveis 48%.

No topo, encontra-se o histórico Pilatus Kulm Hotel, além de bares e restaurantes. Também há várias trilhas e mirantes, de onde você pode admirar as belíssimas vistas da região, com destaque para o Lago Lucerna. Outra atração é o “Dragon World”, uma mostra interativa sobre os mitos em torno da montanha.

Para uma experiência completa, opte pelo “Golden Round Trip”, que combina o clássico trem na Suíça com passeios de barco e teleféricos. Esse tour, no entanto, só está disponível nos meses mais quentes, entre maio e outubro. Mais informações no site oficial do Monte Pilatus.

5. O trem até Gornergrat é a melhor forma de ver a lendária Matterhorn

A ferrovia que vai até a montanha de Gornergrat é considerada uma maravilha da engenharia moderna, subindo de 1.603 metros de altitude, perto da cidade de Zermatt, até 3.089 metros no topo em aproximadamente 30 minutos.

Na parte final, os passageiros podem admirar um dos visuais mais espetaculares de toda a Suíça: a icônica Matterhorn – uma das paisagens de montanha mais famosas do mundo –, assim como os picos e geleiras ao redor.

Na estação do cume fica o hotel mais alto da Europa: o 3100 Kulmhotel Gornergrat. Suas instalações incluem um restaurante com terraço panorâmico, onde você pode saborear um autêntico fondue suíço, além de lojinhas de souvenirs e dois observatórios astronômicos.

E aí, qual dos passeios de trem na Suíça que listamos acima você vai incluir no seu roteiro de viagem? Lembrando que se você estiver planejando fazer mais de uma viagem de trem, uma boa dica é comprar o Swiss Travel Pass. Além de englobar uma ampla rede de transporte – trens convencionais, trens panorâmicos, ônibus e barcos –, o bilhete dá acesso a mais de 500 museus e descontos em passeios.

E fique de olho: no caso dos trens panorâmicos, como o Glacier Express e o Bernina Express, o Swiss Travel Pass garante a gratuidade, mas não inclui a taxa de reserva de assentos.

Crédito das fotos: Shutterstock

Outros artigos que podem te interessar

Resorts recomendados